Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Porreiro, pá

por Inês Teotónio Pereira, em 15.02.10

Os adultos estão convencidos de que as crianças querem ser tratadas de igual para igual, como se a idade não fizesse nenhuma diferença. Como se o facto de os adultos serem adultos e as crianças crianças fosse apenas e só um dogma absolutista, ou capitalista, ou fascista, ou elitista, inventado pelos absolutistas, fascistas que só querem explorar o homem pelo homem e, já agora, a criança.

Os adultos contemporâneos estão convictos de que as crianças querem ter todos os direitos, igualdades e liberdades possíveis e de que é uma injustiça serem tratadas como, vá, crianças. Para eles está uma revolução francesa por fazer no mundo infantil.

Mas estão errados. Para as crianças o mundo está dividido em animais, crianças e crescidos. E os crescidos não são amigos nem camaradas; são crescidos: são pais, ou professores, ou tios, ou simplesmente mais velhos. São de uma espécie completamente diferente: gostam de peixe, de sopa, do telejornal, do jornal, de conversar, de ler livros sem bonecos e de outras coisas chatas e incompreensíveis. E não gostam de brincar às mesmas coisas, nem de ler os mesmos livros, nem da Hello Kitty, e também não deliram com o brinquedo do McDonald's. E até conseguem falar outras línguas. As crianças não querem nada disso. Nem percebem. Elas nem sequer querem ser amigas dos adultos e acham estranho e bizarro que um adulto as trate como se fosse seu coleguinha da escola. Não é. Por isso deviam exigir mais respeitinho, e não uma relação do tipo "porreiro, pá".

 

(Crónica publicada no I de 7de Fevereiro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:39



A Um Metro do Chão o mundo está cheio de pernas e tem de se olhar para cima para ver o céu - o que faz toda a diferença. O preto é mesmo preto e o branco é branco. As coisas são todas assustadoramente concretas e ninguém aceita argumentos, só respostas. Não é um mundo melhor, pior ou mais verdadeiro; é apenas diferente, apesar de ser o mesmo. Este blogue é sobre isso. E sobre uma coisinha ou outra que pode não ter nada a ver.

Autora

Inês Teotónio Pereira
iteotoniopereira@gmail.com
ver perfil

Livros da mãe






Seguir no Facebook


Pesquisar

  Pesquisar no Blog