Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



i como sempre no i ao sábado

por Inês Teotónio Pereira, em 14.06.09

Mãe de quem?

 

Sempre que um pediatra ou um professor me trata por mãe olho para trás para ver se a mãe deles entrou na sala. É automático. Ainda não me habituei a este estatuto e questiono sempre: "É comigo?" E é sempre.
E porquê este tratamento especial? Tenho uma teoria (como boa portuguesa que sou): os professores e os pediatras de- senvolveram ao longo dos tempos um sentimento de condescendência (quase desprezo) pelos pais e construíram uma linguagem própria para não se denunciarem. Por exemplo, quando um professor diz: "Se a mãe me permite, eu não acho bem que o seu filho traga o Magalhães para a escola com a placa da internet", o que ele está a querer dizer é: "Ó minha tontinha, ainda não percebeu que ele passa os intervalos a ver sites para maiores de 40 anos e a senhora a pagar? Livra, na faculdade ninguém me avisou que eu tinha de levar com esta gente!" E quando um médico pergunta: "A mãe não sabe que não devia ter levado o seu filho ao McDonald?s depois de ele ter passado o dia e a noite a vomitar?", é uma questão retórica, o que ele quer dizer é:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:32


1 comentário

De mimi a 20.06.2009 às 19:16

AH! e eu a achar que tinha assumido uma outra identidade depois de dar á luz!!!
Afinal há mais como eu!
As MÃES...uhhh as mães...
De facto, aborrece-me um pouco essa chapa!
" Oh mãe , trouxe o boletim de vacinas?"
Quem, eu? Ah sim...está a falar comigo ( ainda que o olhar se perca pelas fichas dos que estarão para vir á consulta...e sempre acompanhados daquela entidade ...a Mãe...Dona Mãe! ao menos isso....lol!

Comentar post



A Um Metro do Chão o mundo está cheio de pernas e tem de se olhar para cima para ver o céu - o que faz toda a diferença. O preto é mesmo preto e o branco é branco. As coisas são todas assustadoramente concretas e ninguém aceita argumentos, só respostas. Não é um mundo melhor, pior ou mais verdadeiro; é apenas diferente, apesar de ser o mesmo. Este blogue é sobre isso. E sobre uma coisinha ou outra que pode não ter nada a ver.

Autora

Inês Teotónio Pereira
iteotoniopereira@gmail.com
ver perfil

Livros da mãe






Seguir no Facebook


Pesquisar

  Pesquisar no Blog