Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Criatividade e bom senso

por Inês Teotónio Pereira, em 21.03.11

Crónica do i de 5 de Março

 

Um dia dos meus filhos declarou que não queria crescer porque tinha medo de perder a criatividade e a imaginação. Dizia ele que os adultos não tinham criatividade, que não inventavam coisas, ao contrário das pessoas do seu tamanho que passam a vida em processos criativos quando não estão especadas em frente a uma televisão. Segundo o seu ponto de vista, os adultos são uns seres entediantes que passam os dias a fazer coisas úteis como trabalhar, em vez os passarem a fazer desenhos nas paredes, a pintar o espelho com pasta de dentes ou a rasgar clássicos para construir aviões de papel.
Na sua perspectiva criativa, os crescidos não percebem o que é bom na vida, o que é verdadeiramente divertido ou, por exemplo, quais são as várias identidades de uma escova de dentes - pincel, ponteiro, espada, etc. Por tudo isto, este meu filho criativo e imaginativo, não queria ficar anormal como a maioria dos adultos que conhecia, queria continuar inteligente na sua criatividade - e se pudesse deixar de estudar e ser só criativo, era excelente.
Expliquei-lhe, na medida do possível e depois de ter lido e relido vastas obras sobre o tema "criatividade infantil versus pais, paredes de casa e maus tratos nos animais", que a criatividade não se perde, cresce com idade na medida em que crescem os conhecimentos, as habilidades e as competências (foi um momento bonito). Aproveitei para o informar que os desenhos, por serem feitos em folhas de papel, não perdem a sua genialidade. Quando ela existe, claro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:12



A Um Metro do Chão o mundo está cheio de pernas e tem de se olhar para cima para ver o céu - o que faz toda a diferença. O preto é mesmo preto e o branco é branco. As coisas são todas assustadoramente concretas e ninguém aceita argumentos, só respostas. Não é um mundo melhor, pior ou mais verdadeiro; é apenas diferente, apesar de ser o mesmo. Este blogue é sobre isso. E sobre uma coisinha ou outra que pode não ter nada a ver.

Autora

Inês Teotónio Pereira
iteotoniopereira@gmail.com
ver perfil

Livros da mãe






Seguir no Facebook


Pesquisar

  Pesquisar no Blog