Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O frigorífico está quase vazio, já não há nada no congelador e os prazos de validade dos iogurtes e dos restos da dispensa acabam em Junho. Os pais, que sempre foram irresponsáveis, esbanjadores e nunca pagaram as contas da electricidade, da água, etc., saíram de casa - fugiram - e deixaram pilhas de facturas por pagar. As crianças estão sozinhas em casa. Vão comendo as sobras e sabem que os vizinhos só os ajudam se elas prometerem que passam o resto das suas vidas a trabalharem para eles - a despejarem o lixo, a lavarem as escadas, a fazerem as compras, a lavarem os carros, etc.. As senhoras da segurança social podem chegar a qualquer momento para as levar para um orfanato, mas elas não querem ligar a pedir ajuda porque os país sempre as proibiram de falarem com estranhos. Só que em Junho acaba a comida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:28


4 comentários

De Joana a 29.03.2011 às 18:34

Muito bom :)

De Anónimo a 29.03.2011 às 20:15

Genial!

De PP a 29.03.2011 às 22:30

Grande capacidade para explicar o complexo de forma simples!
Muito bom mesmo!

De Sónia a 30.03.2011 às 23:20

Simplemente brilhante.

Comentar post



A Um Metro do Chão o mundo está cheio de pernas e tem de se olhar para cima para ver o céu - o que faz toda a diferença. O preto é mesmo preto e o branco é branco. As coisas são todas assustadoramente concretas e ninguém aceita argumentos, só respostas. Não é um mundo melhor, pior ou mais verdadeiro; é apenas diferente, apesar de ser o mesmo. Este blogue é sobre isso. E sobre uma coisinha ou outra que pode não ter nada a ver.

Autora

Inês Teotónio Pereira
iteotoniopereira@gmail.com
ver perfil

Livros da mãe






Seguir no Facebook


Pesquisar

  Pesquisar no Blog