Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mãe, Portugal vai morrer?

por Inês Teotónio Pereira, em 04.04.11

(no i de sábado)

 

Sabemos que a crise chegou finalmente às crianças quando descobrimos que elas sabem o que é o IVA. Em minha casa isso aconteceu esta semana: um dos meus filhos disse-me que o IVA não devia aumentar porque assim as coisas ficam mais caras e é pior para toda a gente (eu sempre achei que os meus filhos deviam votar desde o dia em que completaram os quatro anos, mas ontem tive a certeza absoluta). Perguntei-lhe, sem conseguir disfarçar o orgulho pela sabedoria em matéria de política fiscal deste meu filho, de onde tinha bebido tal saber. "Da televisão, desde que nos proibiram de ver televisão durante a semana e só vemos notícias, que só oiço falar de crise, IVA, Sócrates e FMI."
Feita a introdução, resolvi investir no tema. "E então?" "Então, agora que vai haver eleições, o Sócrates vai deixar de mandar e vai devolver o dinheiro todo." E se as pessoas votarem nele outra vez? "Ele não quer, ele demitiu-se, por isso não quer ser mais primeiro-ministro." (Um orgulho, eu sei, é meu filho.) O irmão, sempre mais dramático, murmurou assustado: "Mãe, Portugal vai morrer?" Gerou-se uma discussão: "Não, os países não morrem, podem é ficar como a Líbia", respondeu o primeiro. A conversa durou algum tempo e eu ia moderando uma discussão de política entre pessoas que ainda têm medo do escuro, não sabem ler ou descascar uma maçã, mas sabem da existência da Líbia.
Esta pequena demonstração revelou-me que as consciências políticas despertam muito, muito cedo: basta que se sintonizem os canais certos na televisão e a democracia está salva.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:32


1 comentário

De Ana a 08.04.2011 às 11:53

O meu filho (que anda na mesma escola que um dos seus :)) diz (em tom de adulto conformado) que o mais certo é o Sócrates ganhar as eleições outra vez, portanto, para quê eleições novamente?

Mas os miúdos de hoje já não brincam nos recreios, com a despreocupação normal destas idades? O que nós lhes andamos a fazer?!...

Comentar post



A Um Metro do Chão o mundo está cheio de pernas e tem de se olhar para cima para ver o céu - o que faz toda a diferença. O preto é mesmo preto e o branco é branco. As coisas são todas assustadoramente concretas e ninguém aceita argumentos, só respostas. Não é um mundo melhor, pior ou mais verdadeiro; é apenas diferente, apesar de ser o mesmo. Este blogue é sobre isso. E sobre uma coisinha ou outra que pode não ter nada a ver.

Autora

Inês Teotónio Pereira
iteotoniopereira@gmail.com
ver perfil

Livros da mãe






Seguir no Facebook


Pesquisar

  Pesquisar no Blog