Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Casa de banho

por Inês Teotónio Pereira, em 26.09.11

é uma espécie de lugar sagrado para qualquer mãe ou pai. Fechada a porta da casa de banho, estamos a salvo das crianças. Estamos em paz e sossego. Estamos, enfim, barricados. Eles, os gritos, as birras, as perguntas, os choros, ficam do lado de fora, impossibilitados de entrar, de incomodar. A casa de banho, mais do que um local de alívio, é um refúgio localizado.  

Ainda assim, existem elementos das forças rebeldes que se colam à porta da casa de banho, numa atitude intimidatória, exigindo explicações sobre a razão que nos levou ali. Porquê? Quanto tempo demoramos? O que estamos a fazer?  

É o grau zero da paternidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00


4 comentários

De Sara a 26.09.2011 às 17:50

Ai meu Deus, que bom que é ouvir alguém dizer aquilo que penso TODOS OS DIAS.... Pensava que eu era um bicho estranho mas afinal há mais como eu!!!

De Kiki a 27.09.2011 às 16:17

Quem me dera poder dizer o mesmo!!! Nem na casa-de-banho eu tenho essa paz!!! :)

De Sara a 27.09.2011 às 22:04

Kiki, eu também não tenho muita sorte mas vou tentando eheheheheh

De Kiki a 28.09.2011 às 13:01

Ossos do ofício! ;)

Comentar post



A Um Metro do Chão o mundo está cheio de pernas e tem de se olhar para cima para ver o céu - o que faz toda a diferença. O preto é mesmo preto e o branco é branco. As coisas são todas assustadoramente concretas e ninguém aceita argumentos, só respostas. Não é um mundo melhor, pior ou mais verdadeiro; é apenas diferente, apesar de ser o mesmo. Este blogue é sobre isso. E sobre uma coisinha ou outra que pode não ter nada a ver.

Autora

Inês Teotónio Pereira
iteotoniopereira@gmail.com
ver perfil

Livros da mãe






Seguir no Facebook


Pesquisar

  Pesquisar no Blog