Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Remorsos

por Inês Teotónio Pereira, em 04.11.11

No i

 

Uns dos principais factores de sofrimento dos pais são os remorsos. Os remorsos são uma espécie de parasitas que se alimentam da boa consciência dos pais e que são propagados pelos filhos com o objectivo maléfico de lançar uma epidemia de remorsos de forma a enfraquecer-nos. É basicamente isto. Os remorsos são o cavalo de Tróia dos filhos, são uma forma maliciosa de invadirem quem lhes parece mais forte, e maior, atingindo directamente no coração do adversário: os pais.

Quem é pai ou mãe, sofre ou já sofreu desta doença, desta fraqueza, deste martírio. E as razões são várias, dolorosas e numerosas. Ou porque nos zangamos com toda a razão e a criança teve uma reacção absolutamente desproporcionada desatando aos gritos em absoluto sofrimento como se não houvesse amanhã; ou porque vamos sair à noite e o menino na hora da despedida baixou a cabeça e perguntou em voz baixa “vai sair outra vez…é?”; ou porque mandamos a criança para a cama só pelo sossego que a ida para a cama de um filho proporciona, e essa é, por isso, uma atitude egoísta; ou porque achamos que devíamos brincar mais com os nossos filhos e zangarmo-nos menos; ou porque simplesmente trabalhamos e passamos pouco tempo em casa, e é por causa disso que a criança teve negativa a Matemática. Todos os dias, todos os pais têm pelo menos seis ou sete vezes remorsos. Um drama.

É certo que os remorsos, ao contrário de outras doenças, não matam, mas moem. E as crianças sabem isso. Sabem e controlam os pais e as mães através dos remorsos, como se fossem um comando à distância: “Podes ir jantar fora, mas vais-te arrepender: o bifinho vai saber a vinagre. Ehehehe…”.

É urgente que seja lançado um Plano Nacional de Erradicação dos Remorsos e da Promoção do Alivio de Consciência. Mais uma vez, somos nós contra eles, os filhos. 

Devia existir um Plano Nacional de Erradicação dos Remorsos.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:36


1 comentário

De claudia a 04.11.2011 às 16:39

Plano Nacional de Erradicação dos Remorsos... Onde assino?

Comentar post



A Um Metro do Chão o mundo está cheio de pernas e tem de se olhar para cima para ver o céu - o que faz toda a diferença. O preto é mesmo preto e o branco é branco. As coisas são todas assustadoramente concretas e ninguém aceita argumentos, só respostas. Não é um mundo melhor, pior ou mais verdadeiro; é apenas diferente, apesar de ser o mesmo. Este blogue é sobre isso. E sobre uma coisinha ou outra que pode não ter nada a ver.

Autora

Inês Teotónio Pereira
iteotoniopereira@gmail.com
ver perfil

Livros da mãe






Seguir no Facebook


Pesquisar

  Pesquisar no Blog