Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Filhos de pais inteligentes

por Inês Teotónio Pereira, em 27.07.09

Os pais são quase sempre desprovidos de inteligência quando estão no exercício das suas funções de educadores, por mais inteligentes que sejam. Aliás, quanto mais inteligentes são, pior é. No dia em que as crianças percebem isso (por volta do terceiro ou quarto dia de vida) começam a usar e abusar da situação. E fazem-no até à adolescência, que é a altura em que os pais percebem que têm sido burros durante anos e se transformam em profissionais competentes. E isto porquê? Porque os pais são invadidos por uma sensação de medo no dia em que nasce um filho; uma sensação emotiva que lhes bloqueia o raciocínio. No momento em que assumem a maior responsabilidade que se pode assumir, a responsabilidade de administrar a vida de um recém-nascido, o mais frágil ser vivo de todo o reino animal, tentam subordinar a razão à emoção e bloqueiam.(...)

(O resto está aqui no i)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:52



A Um Metro do Chão o mundo está cheio de pernas e tem de se olhar para cima para ver o céu - o que faz toda a diferença. O preto é mesmo preto e o branco é branco. As coisas são todas assustadoramente concretas e ninguém aceita argumentos, só respostas. Não é um mundo melhor, pior ou mais verdadeiro; é apenas diferente, apesar de ser o mesmo. Este blogue é sobre isso. E sobre uma coisinha ou outra que pode não ter nada a ver.

Autora

Inês Teotónio Pereira
iteotoniopereira@gmail.com
ver perfil

Livros da mãe






Seguir no Facebook


Pesquisar

  Pesquisar no Blog