Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Regresso às aulas nos super-mercados

por Inês Teotónio Pereira, em 03.09.09

É uma viagem inesquecível. 

A quantidade de material que as escolas pedem e a variedade de produtos que os super-mercados oferecem é esquizofrénica, assustadora e hipnotizante.

Comprar um lápis de carvão nos dias de hoje é um assunto seríssimo que só um arquitecto está em condições de resolver: existem dezenas à escolha e todos parecidos. Até os simples afia lápis (ou apara lápis) vêm com um mini caixotes de lixo atrás de várias cores e feitios. Só as borrachas verdes e as canetas bic continuam na mesma. É estranhíssimo.

Réguas, lápis de cor ou de cera, canetas de feltro (ou marcadores como agora se diz) variam no preço e na qualidade sem critério aparente, o que faz com que uma simples leiga - eu - sinta uma angústia semelhante à que sentiria se estivesse num leilão de obras de arte do século XVIII na Rússia e fosse obrigada a comprar um lista inteirinha de aparadores, quadros, mesas, cadeiras e cómodas. 

Mas pelo menos este ano não tive de trazer para casa o Cristiano Ronaldo em forma de estojo, caderno, mochila e lancheira, pois o rapaz já o abandonou o Modelo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:37


2 comentários

De Clara a 04.09.2009 às 09:50

me-do [o meu para o ano também vai querer o CR, que horror].

faço consultoria de material escolar, a minha criança mais velha conhece os todos os modelos de lápis, borrachas, lápis de cor e colas por marca e referência. tenho de pôr esta coisa a render, não pode ser só causa de bancarrota [como espécie de gourmet do material escolar que é, exige idas constantes à Fernandes ou, em alternativa, à Varela].

De Luradogrilo a 06.09.2009 às 19:11

Horrível, horrível, sádico, sádico é colocarem outdoors e anúncios com o "Regresso às aulas": os meus meninos até esmorecem e tornam-se pálidos.

Comentar post



A Um Metro do Chão o mundo está cheio de pernas e tem de se olhar para cima para ver o céu - o que faz toda a diferença. O preto é mesmo preto e o branco é branco. As coisas são todas assustadoramente concretas e ninguém aceita argumentos, só respostas. Não é um mundo melhor, pior ou mais verdadeiro; é apenas diferente, apesar de ser o mesmo. Este blogue é sobre isso. E sobre uma coisinha ou outra que pode não ter nada a ver.

Autora

Inês Teotónio Pereira
iteotoniopereira@gmail.com
ver perfil

Livros da mãe






Seguir no Facebook


Pesquisar

  Pesquisar no Blog