Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Teorias e especialistas

por Inês Teotónio Pereira, em 05.10.09

Nunca percebi por que razão as regras que estabelecem a "gestão" de uma criança, ou seja, as regras que determinam a melhor forma de se criar uma criança, mudam a um ritmo tão atordoante que chegam mesmo a contradizer-se.
Por exemplo, já me garantiram que as crianças devem dormir de lado, de costas e de barriga; já ouvi dizer que dar fígado às crianças é bom para o seu desenvolvimento e que, pelo contrário, é um alimento forte de mais; já fui incentivada a dar vitaminas aos meus filhos e já fui considerada ignorante por as dar; já me garantiram que os bebés devem mamar, só durante 15, 20 e 40 minutos ou sem horas; já me explicaram com clareza que os bebés têm de dormir sozinhos e já se explicaram com toda a lógica que devem dormir acompanhados.

Também já ouvi várias teorias sobre a evolução dos dentes, da aprendizagem, do colo, da autonomia ou de segurança.
E, atenção: todas elas parecem certas, apesar de contraditórias.
No livro "Freakonomics" o economista Steven D. Levitt, dedica um capítulo a esta temática e explica o que está por trás deste frenesim. Diz ele que os especialistas em crianças, como os especialistas em armas de destruição em massa, têm o seu público preso pela emoção mais forte de todas - o medo. E entre a morte súbita e o perigo da Coreia do Norte, a primeira parece mais aterradora. Por isso, qualquer pai é um fiel seguidor do especialista, seja ele quem for. Pois, como acontece com as armas, ele acha que não sabe o suficiente para duvidar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:37


2 comentários

De giragirassol a 06.10.2009 às 13:16

Sempre me meteram muita confusão todas essas teorias, sempre com um contraditório sustentado ao virar da esquina.

Mas ainda mais assustador é ver pais e famílias, pessoas de boa formação e esclarecidas, apanhadas por esse "virús do especialista que diz e sabe tudo o que é melhor para o(s) nosso(s) filho(s).

Ora no meu bairro os especialistas nunca tiveram lugar sagrado muito menos determinante nas decisões que tomamos.

De Luradogrilo a 06.10.2009 às 22:44

As avós do bebé são as que mais sabem! Eu segui as dicas delas e resultou!

Comentar post



A Um Metro do Chão o mundo está cheio de pernas e tem de se olhar para cima para ver o céu - o que faz toda a diferença. O preto é mesmo preto e o branco é branco. As coisas são todas assustadoramente concretas e ninguém aceita argumentos, só respostas. Não é um mundo melhor, pior ou mais verdadeiro; é apenas diferente, apesar de ser o mesmo. Este blogue é sobre isso. E sobre uma coisinha ou outra que pode não ter nada a ver.

Autora

Inês Teotónio Pereira
iteotoniopereira@gmail.com
ver perfil

Livros da mãe






Seguir no Facebook


Pesquisar

  Pesquisar no Blog